Nosso rigoroso inverno de 35º

{ quarta-feira, 7 de julho de 2010 }

Eu odeio o inverno. Odeio mais que dobradinha e esmalte descascado. O frio me causa cãibras e tenho que dormir de meias, coisa que detesto. Meu dedinho quebrado avisa a queda da temperatura da pior forma: latejando. O nariz da flor de estufa aqui fica vermelho e gelado e já dá sinais de baixa resistência com aquelas fungadas inconvenientes.
Segundo especialistas, o frio está intimamente ligado à depressão. A explicação científica é que nas épocas mais frias, com a baixa luminosidade, a produção de melatonina é maior e o aumento desse hormônio tem relação inversa com a serotonina, aquele neurotransmissor que nos deixa em estado de êxtase quando produzido ‘em larga escala’ e cuja diminuição, consequentemente, leva à melancolia.
Biologicamente complicado de entender, mas, resumindo, o frio é uma chatice e em lugares gelados, as pessoas são mais suscetíveis à tristeza. Algo que não entendo é quando dizem que os transeuntes ficam mais bonitos no frio; não sei onde. Parecemos patchwork com cabelos despontados e peles secas. Nem Monange salva.
Deus sabe o que faz e me cuspiu bem aqui, em Ribeirão Preto, conhecida como uma panela de pressão por ser uma das cidades mais quentes do estado de São Paulo, onde o inverno, como diria Padre Quevedo, ‘no equixiste’. Durante o dia de hoje, os termômetros marcaram 35 graus – em pleno inverno – e os botecos, um em cada esquina nessa terra linda, numa hora dessas, já começaram a ser disputados.
Ribeirão, te amo! Aqui as pessoas são calientes. E felizes.

5 palpites:

jupnunes disse...

Gooor !!

Falou tudo! Odeio inverno e não suporto passar frio! Por isso adotei de coração e alma essa terra maravilhosa e não saio daqui muito facil não!

E esclarecendo uma dúvida sua: as pessoas não ficam mais bonitas nessa estação do ano, só ficam mais bem arrumadas, já que o traje típico da cidade é blusinha,shorts e rasteirinha! hahahaha!!!

Adorei seu blog! Parabéns pela iniciativa!
Leio sempre que posso. Vou sempre dar a minha contribuição, deixando recadinhos e comentando seus textos (que são otimos)!!!!

To morrendo de saudade!!!

Beijooos!!!

Ju

Lívia Komar disse...

Ju, seja mais que bem-vinda! Obrigada pelos elogios e me sinto lisonjeada vindos de vc!
Muita saudade tbm, Goooor!!!!!

Textos da Cri disse...

Também quero ser caliente, odeio o frio odeioooo, fic depressiva, engordo, fico com espinhas, dói pra tirar a sombrancelha, me dá alegria usar cobertor e o pior de tudooo? Não há monange que resista nem na pele da XUXA!

Tô contigo e não abro Lí rss

beijoooooooooo

Ju Padilha disse...

kkkkkkkkkkkk
confesso, sou uma das pessoas que acham que ficamos mais elegantes no inverno!!!! você quase acabou com minha idealização do frio, com a história de parecermos patchwork!! eu disse quase, ainda guardo na memória a elegância dos franceses, sem ficarem pingando por qualquer caminhadinha ou sem ficarem com todas as pelancas do corpo aparentes por usarem menos roupas que o devido, ou devo dizer, roupas que nãocabem!!! tenho pavor de frente única usada com sutian aparente!!! cá entre nós, as vezes, aqui na Ribeirinha, é bom demais sentir um friozinho, mas em todo caso... viva o calor e os butecos de calçados!!!
beijinhos!

Dan disse...

Eu adoro nosso inverno! dá até pra usar uma blusa de frio vez em quando e matar a saudade de um cachecol uns dois dias por ano.
O resto é mesmo buteco, bermuda e chinelo. Ribeirão só falta o mar! ehehe
bjo

Postar um comentário