"Assessorando"

{ segunda-feira, 16 de agosto de 2010 }

Tem gente que diz que eu sou coruja com os meus clientes. Pode até ser, mas não vestiria a camisa de uma empresa ou organização se eu não as julgasse realmente especiais.
Assim que resolvi sair de meu último emprego em 2006 para montar a minha assessoria, tive a grande sorte de me relacionar profissionalmente com clientes que me deram um novo estímulo para continuar me aprimorando cada vez mais com o objetivo de fazer um bom trabalho, inovando sempre.
São todas empresas sérias que eu tenho prazer de estar presente e acompanhar o crescimento nesses anos de parceria; organizações que demonstram a preocupação verdadeira com a valorização de seus colaboradores, incluindo a mim, assessora de imprensa que, apesar de não estar presente todos os dias em seu cotidiano, sou inserida com carinho em todas as ações em prol da equipe. É gratificante saber que conquistei meu espaço nesses ambientes e ser lembrada como parte daquele grupo.
Na sexta-feira à noite, fui convidada para um churrasco dentro de uma das empresas. O happy hour aconteceu para integrar os novos colaboradores que estavam entrando no time. Algo super informal e com calor humano, contando com a presença do diretor, gerentes e membros de todos os departamentos. Todos queridos e adorei fazer parte de mais um encontro deles. Foram momentos de descontração, regados à cerveja e boa conversa e eu pude estar ainda mais próxima de uma turma que trabalho há tanto tempo.
No sábado à noite, fui assistir à apresentação de uma banda de rock formada por diretores, gerentes e desenvolvedores de uma empresa de Tecnologia da Informação. Uma semana antes, recebi a ligação dizendo que meus convites estavam lá na empresa, à minha espera.
Esse tipo de confraternização é fantástico, pois une os colaboradores também em atividades fora da empresa, onde diretores, gerentes, recepcionistas, secretárias, etc., esquecem a formalidade da hierarquia e são ‘apenas’ amigos. Conversando com o pessoal, pude perceber a importância dessa integração; a equipe não se desgruda nem mesmo nos finais de semana, pois sente prazer em estar junto mesmo fora do ambiente de trabalho. E isso, pode-se comprovar pelo baixíssimo índice na rotatividade de funcionários.
Esses fatos lembrados são os mais recentes de um histórico de grandes parcerias e admirações mútuas, que me fazem sentir prazer em levantar para trabalhar todos os dias. São várias empresas e inúmeras demonstrações de carinho nesses anos de trabalho. Hoje terei uma reunião com uma cliente querida marcada por ela estrategicamente na hora do chá da tarde para que possamos aproveitar para bater papo.
Fazer um bom trabalho não é suficiente. Para se cuidar da comunicação de uma empresa, é preciso fazer parte dela e quando nos sentimos incluídos, é porque as ações estão dando resultado. E são nas pequenas atitudes que percebemos que estamos no caminho certo; estar rodeada de pessoas queridas também no âmbito profissional não tem preço.

1 palpites:

RenataBV disse...

E COMO essas coisas fazem diferença depois, no dia-a-dia! Qdo um conhece o outro, já deu risada com o outro, fica fazendo parte 'da família'.
Isso é muito gostoso!
Parabéns!

Postar um comentário