A história do band-aid

{ quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 }
Sabe o que pode ser pior do que ter que ouvir ‘Derrama Senhor’ nas festas de aniversário? Se deparar com um maldito band-aid boiando no marshmallow do bolo quando as luzes se acendem. Há 20 anos vivo com essa imagem me atormentando. Não, a festa não era minha. O band-aid é que era.
Tinha acabado de tirar uma verruguinha do dedo e minha mãe me tacou um band-aid para eu ir ao aniversário da minha melhor amiguinha. Vamos combinar que não há cola de cuspe que aguente o ritmo de uma criança possuída por Cosme ou Damião e na hora dos parabéns, bate-palma daqui, bate-palma de lá, o troço voou do meu indicador sem que eu percebesse.
Ao acender as luzes, malaca que sou, percebi antes de todos que seria necessário esconder as mãozinhas e fazer cara de surpresa em coro com a indignação dos convidados, que presenciaram aquele curativo cheio de Rifocina incrustado no creme e tingindo o chantilly de amarelo. Segurei a gargalhada e acho que me saí bem da história, mas o trauma ficou e não tem volta.
Pra se ter uma idéia, tudo veio a tona hoje cedo quando me deparei com a atendente da padaria exibindo um nada confiável curativo no dedão e confesso, não pude evitar: conferi para ter a certeza de que meus filõezinhos não vieram premiados.

É grave, doutor?

Imagem: Fabíola Medeiros

15 palpites:

Cris Paulino disse...

kkkkkkkkkk
eu ri demais

Shirley disse...

É grave kkkkkkkkkkkkkk, traumatizouuu, kkkkkkkk só vc mesmo, bom ler esses textos logo pela manhã...adoroooo

Maria Fernanda Ribeiro disse...

Hahahahaah! Depois de 20 anos, veio a confissão. Espetacular!

alexia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk...daqui uns dias tá fazendo standup, muito bom!!!

Paulo Rogério Rocco disse...

Nada que uns 10 anos de análise não resolva, Lívia. Adorei o texto.

José Ono Junior disse...

Muito boa história! Hilária!

Renata disse...

Acho um caso irrecuperável.
A não ser que parem de fabricar band aids. rs

Aff, mas o 'derrama Senhor' é punk, heim?
Eu, mesmo não sendo cervejeira, costumo cantar bem alto 'Dê Brahma Senhor, Dê Brahma Senhor... com Pinga Senhor, com Pinga Senhor' sob o olhar de reprovação de algumas pessoas. hauahuahua
E se cantar isso noo meu aniversário eu saio e vou vomitar.

Gabriela Yamada disse...

Tomara que a amiguinha não saiba que vc tem um blog.

Tiago Pereira disse...

"Ao acender as luzes, malaca que sou,..."
Chorei de rir, muito bom.

CHRIS CAROLO disse...

Adorei o POSSUÍDA por COSME ou DAMIÃO.... to rindo sem parar.... só vc mesmo!!!!
Beijos

*-* Thaís Cavalcante *-* disse...

Possuída por cosme e damião foi óteeeeeeeeemo! rsrs
Bezo amiga! ^^
Ótimo fds pra vc!

Laura Corrêa disse...

hudhuashuasehuashsuaehsauhseau
chorando de rir do comentário da Renata!
hsuehaseuhaseuhaseuhsae

lu trevejo disse...

Eu era uma criancinha possuida por Cosme e Damião também. Mas nunca atirei band aid com rifocina em bolo de nenhuma amiguinha.....
É grave.

paulinhops disse...

LÍVIÁÁÁ.....jÁ GANHÔ + 1 fà , MUIÉÉ...\0/ !
BJÃO!!!!!!!

andreiaborba disse...

hehehehe!
minha nossa!
Adorei!
Parabéns!
Bjs!
Déia

Postar um comentário