Não entendo

{ sexta-feira, 22 de abril de 2011 }
Devo confessar que algumas coisas simplesmente não entram na minha cabeça. Tipo: impedimento. Eu de-tes-to futebol do fundo do meu âmago e meu pai, irmãos, sobrinhos e até o cachorro, todos parmeirenses roxos e fanáticos desde Campeonatos de jogo de botão até a Copa do Mundo, já tentaram me explicar uma infinidade de vezes como essa porcaria de regra maldita funciona, mas eu disperso e vou lá assistir The Big Bang Theory.
Outra coisa totalmente bloqueada pelos meus neurônios e pela coordenação motora é a tal da trança embutida. Penso que somente uma mulher muito evoluída pode conseguir fazer aquilo sozinha e ela merece meu respeito.
Análise sintática é algo que qualquer especialista em Língua Portuguesa tem que saber. Eu, como jornalista, deveria. Mas verbo transitivo direto, indireto, a puta-que-o-pariu que não aprendi nas aulas maçantes da escola, também não carreguei pra minha vida profissional. Dá-lhe obras de Gramática na hora do aperto. E mágoas eternas em cima de nossa colonização que nos deu de presente um idioma complicado pra caramba.
Entender mapas de rua, a cabeça do bofe, tocar violão, cuidar de plantas, fazer contas de dividir, pilotar moto e dançar tango. Um dia, quem sabe, cai um meteoro perto de mim e algo se revolucione num passe de mágica, como nos filmes. Aí, pode ser que aquele lado inerte e idiota do meu cérebro sirva pra alguma coisa. Tocar berimbau, por exemplo, seria bem bacana.

5 palpites:

Juliana F. Vitória disse...

Eu me considero um zero à esquerda quando se trata de algumas habilidades. Não consigo nem fazer cachinhos com a chapinha! De todas que você citou, análise sintática é o que sei fazer de melhor, mas isso é coisa de outro mundo! Adoro seus posts. Bjuuuuu.

Andressa disse...

Oi amore!
Realmente: trança embutida é meio como física quântica!
Os q sabem me causam estranheza e encantamento...
Das coisas q eu não entendo: lembra da vantagem no vôlei?!?? Ainda bem q acabou!!! rs...
Bjim!

*-* Thaís Cavalcante *-* disse...

A.D.O.R.OOOOOOOOOOOOOOO ler seus post's!
Me inspiram, me divirto e aprende horrores!!!
Trança embutida tem q ter o dom amiga! Eu fzia mto na época que trabalhava no check in da Gol aqui em Salvador, confesso que mto prática me levou a saber mais e mais. Mais definitivamente vinhemos nessa vida e em outras mais para estarmos sempre em movimento fazendo algo!
Adoro-teee!! Bezoooooo! Feliz páscoa!!

Shirley disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK tenho que confessar que adoro futebol, sei das regras, discuto, vibro hahaha, mas trnça embutida nem pensar, aliás não sei nem fazer a trança normal hahahahaha.
Relamente tem tantas coisas que não entendemos, mas é vivendo e aprendendo, adorei o texto, bjocas.

IVONI disse...

Adorei o texto kkkk

Beijos meus!
Ivi.

Postar um comentário