Essa coisa chamada inspiração

{ quarta-feira, 18 de maio de 2011 }
Penso na inspiração dos poetas com suas musas, amores, boemias. Quando tudo está bom, surge algo lindo a ser desfrutado e invejado. A dor de cotovelo também pode ser proveitosa nas artes. Amores mal resolvidos, abandonos, desilusões e corneadas homéricas dignas de serem relatadas à La Elis Regina atrás da porta. Tudo isso rende bons assuntos, até porque todo mundo se identifica com as dores e alegrias deste sentimento intrometido e filho da mãe de bom chamado paixão.
Tudo pode ser tema. Do cotidiano mais comum de Chico Buarque ao dia-a-dia pecador de Nelson Rodrigues. A melancolia, por sua vez, também acaba sendo assunto de importantes ensaios. Para mim, a mais forte representante da categoria é o testemunho atormentado de Augusto dos Anjos de que o beijo é a véspera do escarro e a mão que afaga é a mesma que apedreja.
O negócio é que a vida de todos inspira grandes histórias. Porém, essa inspiração pode ser contraditória; enquanto alguns escritores se aproveitam de momentos de pico de excitação e alegria, outros podem se dar ao direito de momentaneamente apenas pisar nas nuvens.
Só digo que estou mergulhada em um tonel de coisas muito inspiradoras, porém, sem coordenação mental ainda para respingá-las... Garanto que em breve e assim que a "Eureka" me permitir, voltarei com muitos planos e prometo que terminarei um post com bem mais criatividade e menos prolixidade do que esse.

3 palpites:

Pre disse...

Eu adoro textos com palavras desconexas que se vc pensar não são nada desconexas, amei!

Dan disse...

ehehe. tava sentindo sua falta mesmo!

volta logo.
bj

Shirley disse...

Essa coisa chamada inspiração é muito louca, as vezes do nada como você mesma citou no texto Eureka, assim surgi as idéias, os planos, outro dia mesmo estava terminando de fazer um relatório, pensei numa situação e tive um monte de idéias para realizar um trabalho e assim vai, seja na vida, ou nos textos, precisamos sempre ter calma, porque logo vem um plano...bjocas

Postar um comentário