Um ano

{ terça-feira, 12 de julho de 2011 }


Um ano se passou desde que criei este blog romântico e cheio de desabafos com palavrões cabeludos (sim, porque todo mundo tem o direito de usar meia-pata rosa, sonhar acordada e, ao mesmo tempo, mandar tomar no cu quando se topa com o dedinho na quina do criado-mudo). O bacana é que ele, que nasceu sem pretensões de se tornar lido por tanta gente, acabou ganhando aí um destaque que não imaginava e o reconhecimento de um trabalho, lógico, é legal pra caramba.
Contando com um currículo vasto em gafes e tropeços, meu objetivo foi compartilhar as aventuras e desventuras da vida, como, por exemplo, num dos primeiros jantares com a família do namorado, mês passado, apoiar o braço na borda do prato e fazê-lo voar cheio de pizza no meu colo, engordurando minha blusa e as primeiras impressões sobre minha pessoa. Vamos combinar que é bem menos sofrível participar das risadas do que apenas ser motivo delas.
E aí que quando delimitamos uma data para comemorarmos, seja ela qual for, é impossível deixarmos de fazer um paralelo sobre as transformações que ocorreram nesse espaço de tempo. No meu caso, esses 12 meses foram tão valiosos que merecem, no mínimo, um curta-metragem naquele filminho sobre nossa vida que passa quando estamos indo pro saco.
Novos e importantes amigos amados para compartilhar a jornada junto com os antigos, novos ideais onde o único alvo é a felicidade, novos desafios no trabalho para tornar a vida ainda mais gostosa. Novos lugares visitados, novas músicas dançadas, nova culinária saboreada, novos mares navegados...
Em 12 meses, muita coisa mudou, como muda todo o tempo. Portas se fecharam, mas outras maiores e que levavam a um destino muito mais bonito se abriram, me arremessando com um empurrão pra dentro como que me mostrando que existe uma força maior nos protegendo em cada ato. É só confiar.
Chorei, ri. Chorei de rir. Repiquei o cabelo, aprendi a gostar de futebol americano, fiz meu primeiro cruzeiro, ganhei um fungar excêntrico ao dar muita risada, me apeguei em mojitos cubanos, descobri que o amor existe e ele é bonito porque traz serenidade e frio na barriga ao mesmo tempo. E muitas águas ainda vão rolar... Calma, eu conto em breve (hoho)!
Em um ano, este Calma! que engatinha na blogosfera, atraiu leitores que se identificam com minhas histórias porque a vida da gente é assim mesmo: um misto de contentamento, tristeza, entusiasmo, monotonia, trabalho, fatos divertidos e outros desastrosos, desabafos, erros e acertos. E o barco tem que ser tocado com sorrisos, sabendo que se ontem foi um lixo, hoje, quem sabe, o dia pode vir a ser o mais especial da nossa caminhada.


Obrigada, queridos! Vamo que vamo!

9 palpites:

Chris Carolo disse...

Parabéns MINHA LINDA !!!
Você é especial e seu BLOG reflete isso.
TE AMO
Beijos

Shanti - Jackie (tudoqueadoro) disse...

Parabéns por um 1 de blog! :) Continue nos contando suas aventuras pela vida (que é bonita, é bonita e é bonita!). Beijos

Gustavo Barusco disse...

Tenho muito orgulho desse trabalho e do que ele representa para todos que o seguem.
Como fã nro 1 sou muito feliz por fazer parte de um pedaço dessas mudanças que ocorreram em sua vida. Espero continuar fazendo sempre.
Parabéns pelo blog.
Amo você!

alexia disse...

Parabéns minha amiga querida!!! Realmente foi 1 ano que aconteceu de tudo na sua vida .Mas, que bom , que vc só melhorou com tudo isso...que contabilizando tudo , o resultado é muito positivo...
Que vc comemore nesse astral no qual vc se encontra, muitos e muitos anos de Blog....e de sucesso pessoal.
Minha amiga irmã e afilhada querida...te amo...bjsss

Shirley disse...

Parabénssss um ano de Calma eu tenho um plano, desde a primeira vez que li, confesso adorei, gosto do seu jeito de escrever de retratar as coisas da maneira mais nua e crua que elas acontecem, estava sentindo falta dos seus textos, parabéns Calma eu tenho um plano e que mais mudanças e aventuras aconteçam e mais textos teremos o prazer de ler, rir, emocionar e vibrar junto contigo, bjocas...

Renata disse...

Parabéns para o CALMA... rs
Eu adoro as histórias que ele traz porque adoro vc, sua família e algumas dessas histórias eu praticamente entro dentro :)

E adoro gente bem-humorada, bola pra frente, peteca pro alto e que, qdo trupica (comos e diz aqui em RP), manda tomar no cu mesmo!

Bjão

Patrícia disse...

Adoro a sinceridade dos blogs... e aqui tem! Beijo

Anônimo disse...

aff

Fabi M. disse...

Parabéns! Foi um prazer te acompanhar nesta jornada!

Postar um comentário